Como Melhorar a Escrita? Segundo a Ciência, é só Digitar Mais Devagar!

Tanto no trabalho quanto no estudo, escrever bem é fundamental. Dependendo da atividade, saber como melhorar a escrita pode fazer a diferença para aquela promoção tão sonhada ou para conseguir um emprego melhor. Para os estudantes, é claro, isso é ainda mais importante… Seja nas redações – alô, ENEM! – ou para responder as questões discursivas, quem escreve melhor realmente leva uma boa vantagem.

Pensando nisso, muitos treinam ao máximo para se aperfeiçoar e ficam de olho nas mais mirabolantes técnicas de redação. Outros até mesmo investem dinheiro em cursos pagos, na esperança de melhorar a escrita. De fato, tudo isso é válido, dependendo de cada pessoa. Afinal, diferentes indivíduos podem se adaptar a diferentes técnicas. O que importa é que funcione para o seu caso.

Mas será que há alguma medida mais simples que comprovadamente ajude a melhorar a forma de escrever? Segundo uma pesquisa publicada recentemente em um período acadêmico, o British Journal of Psychology, a resposta é sim. Estes cientistas dizem ter descoberto uma técnica que vai tornar sua escrita melhor…

Como melhorar a escrita digitando mais devagar

Atualmente, a maior parte das pessoas usa os computadores para escrever. Sabemos que a escrita à mão está sendo cada vez mais deixada de lado, mas isso é um assunto para outra hora… Queremos chegar, agora, na simples questão: como você digita mais rápido? Com uma ou duas mãos? Sim, a resposta é óbvia… Com as duas!

Pensando nisso, os pesquisadores da Universidade de Waterloo, no Canadá, testaram a diferença entre essas duas formas de digitação. Eles selecionaram alguns universitários voluntários, que foram instruídos a escreverem um ensaio. Eles podiam escrever sobre um dia memorável na escola, um evento marcante em suas vidas ou debater sobre a proibição de aparelhos celulares nas escolas secundárias…

Em qualquer um dos temas, a recomendação era a seguinte: parte deles devia digitar normalmente, usando as duas mãos. A outra parcela foi orientada a escrever com apenas uma das mãos – o que, convenhamos, deve ter dado bastante trabalho… Os cientistas analisaram essas redações em um software de análise de texto e encontraram resultados e diferenças interessantes. Nas redações daqueles que usaram apenas uma mão, por exemplo, o vocabulário era mais sofisticado. Será, então, que essa é a chave para se entender como melhorar a escrita de forma automática?

Vamos mais devagar…

Calma, também não á para tanto. Segundo o principal autor do estudo, o professor Eva F. Risko, os resultados não devem ser interpretados ao pé da letra. O que ele faz é usar uma situação limite para entender a diferença entre escrever em diferentes velocidades. Conforme comenta o professor:

“Este é o primeiro estudo a mostrar que quando você interfere na digitação das pessoas, a escrita delas pode melhorar. Não estamos dizendo que os alunos devam escrever seus trabalhos com uma mão, mas nossos resultados mostram que ir rápido pode ter suas desvantagens. Isso é importante a considerar, pois as ferramentas de escrita continuam a surgir, e vamos colocar nossos pensamentos na página cada vez mais rápido”.

O que a pesquisa sugere, portanto, é que o que se escreve é um produto de das interações intrincadas entre dois fatores: nossos pensamentos e as ferramentas que usamos para expressá-los – ou seja, a caneta e o papel, o computador ou até mesmo os novos softwares de conversão de fala em escrita, por exemplo.

Assim, é importante ficar atento aos exageros. Os próprios pesquisadores salientam que estudos anteriores já demonstraram que digitar devagar demais também prejudica a escrita. Ao que parece, o ideal é manter um equilíbrio. Nem tão rápido, para deixar o vocabulário em sua mente fluir de forma natural, nem tão devagar para atrapalhar a formulação de ideias.

Veja também: Como fazer uma ficha catalográfica

O que as pesquisas buscam a partir de agora é compreender também essas novas formas de escrever, mais mediadas por tecnologia, e como elas influenciam no processo. Quanto mais essas relações forem entendidas, mais saberemos como melhorar a escrita e produzir textos fantásticos.

Então, fique atento a essas dicas e à velocidade com a qual escreve. Lembre-se de manter um certo equilíbrio. E conte pra gente… Qual você prefere? Escrever mais rápido ou mais devagar? Deixe seu comentário!

Fonte:

  • Slow down your typing to improve your writing: Study. Sciencedaily.

Referência da pesquisa:

  • MEDIMOREC, Srdan; RISKO, Evan F. Effects of disfluency in writing. British Journal of Psychology, v. 107, n. 4, p. 625-650, 2016. Disponível em:  https://doi.org/10.1111/bjop.12177

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba direto no seu e-mail os melhores conteúdos do site e... 
CUPONS DE DESCONTO
das principais livrarias
QUERO RECEBER