Leitores dos EUA leem 2 vezes mais livros físicos que e-books

Alguma vez você já deve ter ouvido que “os livros físicos estão com os dias contados” e que os e-readers vão dominar de vez o mercado? Parece que, pelo menos por enquanto, essas afirmações empolgadas são apenas um mito – e olha que estamos falando dos EUA, onde se consume muito mais tecnologia. A pesquisa do Pew Research Center concluiu algo incrível: o cenário da leitura por lá mudou muito pouco nos últimos 5 anos!

As pesquisas, que começaram em 2011, concluem que 65% dos norte-americanos consumem pelo menos um livro físico por ano, enquanto somente 28% leem um e-book. Agora, um dado importante: 38% deles simplesmente se recusam a ler livros em qualquer formato digital. Ou seja, o índice de rejeição das pessoas aos e-books é maior que a porcentagem de leitores! É importante lembrar também que, durante o período, o hábito de leitura nos EUA se manteve, com cada pessoa lendo, em média, 6 livros por ano.

Leitura na palma da mão

Os estudos trouxeram outros detalhes, no mínimo, interessantes. Em geral, algumas mudanças podem ser notadas no formato de consumir os livros digitais. E-readers, voltados exclusivamente para a leitura de livros, têm sido deixados um pouco de lado. Ganha espaço a leitura em outros dispositivos móveis, como smartphones e tablets, principalmente na população de menor escolaridade.

LEIA TAMBÉM: 6 Motivos para Não Abandonar o Livro Impresso

Não importa se você é um amante dos livros físicos ou um defensor da tecnologia dos e-readers… O que parece é que, com diferentes opções para curtir um bom livro, os leitores têm buscado aquele que é a mais satisfatória para cada momento. Fato é que a relação dos leitores com as obras parece estar longe de dar uma reviravolta. E aí? Qual o sua forma favorita de ler?

 

Quer receber mais notícias como essa direto no seu e-mail? É só se cadastrar abaixo. É de graça!



Comentários

comentários

Um comentário em “Leitores dos EUA leem 2 vezes mais livros físicos que e-books

  • 3 de agosto de 2017 a 18:50
    Permalink

    Muito bom o seu texto. Observo muito o que acontece ao meu redor, no ônibus, no metrô e vejo que a democratização do acesso à internet trouxe inúmeros benefícios dentre os quais a possibilidade de acesso aos livros. Tirando de lado a pirataria, que é um assunto á parte, tenho visto um aumento bastante significativo no número de pessoas lendo em seus smartphones ou tablets e isso é extremamente bom. Bem no início do boom dos e-readers via com muito temor a indústria literária se impondo sobre a própria arte em si. Ainda bem que isso não aconteceu.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba direto no seu e-mail os melhores conteúdos do site e... 
CUPONS DE DESCONTO
das principais livrarias
QUERO RECEBER